Marca Botões e Esquadrões
Para terminar bem a semana... mais uma estreia de peso no Botões & Esquadrões. Depois do Benfica de Eusébio do ano de 1972, chegou a vez do Futebol Clube do Porto.

Vice-campeão da Liga Portuguesa, ficando a dois pontos do arquirrival, recuperou-se e conquistou com louvor, pela primeira vez na sua gloriosa história, a Liga dos Campeões da Europa, liquidando o alemão Bayern de Munique na final, e o Mundial de Clubes em uma partida heroica contra o uruguaio Peñarol, sob intensa neve, em Tóquio.

Contando com João Pinto, Souza, Jaime, Inácio e André, além do talentosíssimo Futre, jogadores que disputaram a Copa do Mundo do México um ano antes, o "Dragão" mostrou a sua força.

O atacante argelino Madjer, com sua velocidade, dribles  e oportunismo era o craque da equipe.


Naquele elenco também atuaram outros estrangeiros: o bom goleiro polonês Mlynarczyk e os brasileiros Celso, zagueiro,  o meia Elói e os atacantes Juary e Casagrande.

Defesa:
1.Mlynarczyk; 2.João Pinto, 4.Eduardo Luís, 5.Celso e 3.Inácio
Meio-Campo:
7.Jaime Magalhães, 11.André 9.Sousa e 6.Quim;
Ataque:
8.Madjer e 10.Futre.
Técnico: Artur Jorge


"Dragão" em alto estilo, ora pois...


... com ou sem gelo.


Comentários

Desenvolvido com por tavares.in