Marca Botões e Esquadrões

Quando aquele cabeludo lateral-direito do Cruzeiro batia na bola a redonda saia em alta velocidade e teleguiada como um verdadeiro míssil. Essa era uma das principais armas da Raposa do ano de 1979. Era impressionante a força e a precisão do chute de Nelinho.

Vice-campeão mineiro, saiu do Campeonato Brasileiro na Terceira Fase, ficando em 6º lugar na competição nacional. Com 43 gols marcados, o alviceleste de Minas Gerais teve o melhor ataque, o centroavante Roberto César, com 12 gols, foi o vice-artilheiro da competição.

 

 


Defesa:

1.Luiz Antônio;

4.Nelinho,

2.Zezinho Figueroa, 

3.Osires e

6.Mariano;

 

Meio-Campo:

5.Nélio,

8.Mauro

10.Eduardo;

 

Ataque:

7.Junior Brasília,

9.Roberto César e

11.Joãozinho

 

Técnico: Ílton Chaves

 

Comentários

Desenvolvido com por tavares.in