Marca Botões e Esquadrões
A maior proeza do Cruzeiro de 1966 foi bater o Santos de Pelé (6 x 2 no Mineirão e 3x2 no Pacaembu) conquistando a Taça Brasil daquele ano, saiba mais. A constelação contava com Raul, Piazza, Natal  e Dirceu Lopes, um timaço que sacudiu as "Gerais". Mas a Raposa dificilmente ia abater o Peixe se não fosse a presença de Tostão e seu futebol com impressionante inteligência tática. Por falar em tática, ao contrário do que se vê na formação abaixo, um comum 4x3x3, o time azul e branco utilizava o 4x1x5  com Tostão e Dirceu Lopes avançados, tornando a equipe extremamente ofensiva.
 
Defesa:
1.Raul;
2.Pedro Paulo, 3.William, 4.Procópio e 6.Neco;
Meio-Campo: (fantástico!)
5.Piazza, 10.Dirceu Lopes e 8.Tostão; 
Ataque: 
7.Natal, 9.Evaldo e 11.Hilton Oliveira 
Técnico: Aírton Moreira 
 
 

Comentários

Desenvolvido com por tavares.in