Marca Botões e Esquadrões
A pedido do amigo e colaborador do blog Carlos Alexandre, torcedor do Sergipe, entra em campo o Confiança. Ele sugeriu que o rival também tivesse o seu espaço no Botões & Esquadrões. Parabéns, Carlos, pela louvável atitude de far play, isso é muito saudável nos meios esportivos.  

Em 1983 o Dragão "botou fogo pelas ventas" e conquistou o seu nono título estadual. Sem o artilheiro da equipe e do campeonato, Luís Carlos, que ficou fora da final, o time azul e branco voltou a erguer o caneco. O atacante marcou 22 gols.

Os outros destaques eram o lateral-direito Clodivaldo, o zagueiro-central Fiscina, o médio-volante Fanta e o meia-direita Carlos Roberto que figuraram entre os melhores do futebol sergipano naquele ano.

Na Taça de Ouro (Campeonato Brasileiro, Série A) de 83, com 44 participantes, o Confiança ficou em 26º lugar.
A exemplo do Sergipe, não tenho certeza quanto à fonte do número da camisa,  creio que o fornecedor era a Adidas, escolhi os números por suposição, caso alguém conheça a fonte exata, por favor, fique à vontade para corrigir. 

Defesa:
1.Luisinho; 2.Clodivaldo, 3.Fiscina, 4.Nei e 6.Fernandes;
Meio-Campo:
5.Fanta, 9.Joãozinho Carioca e 8.Marcos Costa;
Ataque:
7.Elson, 10.Adilson Pelé e 11.Albertino
Técnico: Ribeiro Neto (que substituiu Aurélio Beltrão) 





Comentários

Desenvolvido com por tavares.in