Marca Botões e Esquadrões
Sem Pelé, contudindo no segundo jogo, contra a Tchecoeslováquia, mesma adversária da final, imaginava-se que a Copa do Chile em 1962 ficaria mais difícil para a Seleção, mas Garrincha, para alegria do povo, tratou de entortar os adversários e colocar o favoritismo do Brasil no seu devido lugar,  nos conduzindo ao bicampeonato mundial. Amarildo também foi destaque, com a cara e a coragem, não poupou esforços para substituir o Rei com dignidade, e não fez feio, acabou conhecido naquela competição como "O Possesso". Saiba mais
 
Defesa:
1.Gilmar (Santos) 2.Djalma Santos (Palmeiras) 3.Mauro (Santos) 5.Zózimo (Bangu) e 6.Nílton Santos (Botafogo); 
Meio-Campo:
4.Zito (Santos) e 8.Didi (Botafogo);
Ataque:
7.Garrincha (Botafogo) 20.Amarildo (Botafogo) 19.Vavá (Palmeiras) e 11.Zagalo (Botafogo).

Técnico: Aymoré Moreira

 
 
 

Comentários

Desenvolvido com por tavares.in