Marca Botões e Esquadrões

A Copa da Suécia já havia começado, e o Brasil estreou bem, com um 3x0 na Áustria. Em seguida ficou no  0x0 com a Inglaterra. Até ali, o técnico Vicente Feola tinha dois jogadores no banco de reservas capazes de chamar a atenção em campo. Um deles pela facilidade de criar grandes jogadas e marcar muitos e belos gols já aos 18 anos, o outro pela capacidade impressionante de se livrar dos marcadores usando e abusando de dribles pela ponta-direita.    

Feola já contava com peças importantes como Nilton Santos, Didi e Zagalo, entre outros, capazes de conduzirem a Seleção Brasileira ao topo do mundo da bola pela primeira vez em sua história mas, será que o esquadrão brasileiro poderia melhorar? O que aconteceria com as entradas do garoto Pelé e do jovem Garrincha? Já imaginou? Clique aqui e confira o que aconteceu.        

Defesa:
3.Gilmar(Corinthians); 14.De Sordi (São Paulo) 2.Bellini (Vasco da Gama) 15.Orlando ( Vasco da Gama ) e 12.Nílton Santos (Botafogo); 

Meio-Campo:
5.Dino Sani (São Paulo) e 6.Didi (Botafogo);

Ataque:
17.Joel (Flamengo), 21.Dida (Flamengo), 18.Mazzola (Palmeiras) e 7.Zagalo (Botafogo)

Técnico: 
Vicente Feola
 

Cartela para Futebol de Botão

 
 
 
 Botões & Esquadrões estimula o conhecimento da história do futebol nacional e internacional, e incentiva a prática do Futebol de Mesa.
Participe. Deixe o seu comentário e colabore com o nosso portal.
 

Comentários

Desenvolvido com por tavares.in